O Novo Cordel de Lore #4: A história de Dage e da Undead Legion

Olá a todos! Hoje, venho lhes trazer o quarto Cordel de Lore deste ano, que conta a história de Dage The Evil, um sujeito exaltado por muitos, odiado por integrantes da Nation outros. Essa narrativa foi muito pedida, então eu resolvi fazê-la finalmente, entre outras coisas, vocês descobriram a origem do grande Lich que criou a Undead Legion, a qual , ironicamente, tem mais gente viva do que morta vocês saberão mais também (considerem um extra pelo atraso). Ademais, já adianto que será uma longa narrativa, pois é basicamente a história completa do Lich e sua organização, mas fiz o possível para deixar a leitura mais prazerosa. Então, sem mais enrolações, vamos nessa:


Aviso: Este post apresenta SPOILERS dos jogos: AdventureQuest3D e AdventureQuest Worlds. Se vocês pretendem jogar e descobrir a história deste personagem por conta própria, interrompam a leitura agora mesmo. Entretanto, se vocês não se importam com isso (ou já sabem muito sobre este personagem), podem ler a vontade!

barra

Parte 1: O guerreiro que desejava morrer

Dage jovem e mortal, o guerreiro mais forte de sua época

Há muito tempo atrás, cerca de mais de 5000 anos no passado, o grande Dage foi mortal, sim, ele era um guerreiro como nenhum outro e que almejava poder a qualquer custo. Na verdade, Dage era um rei de uma terra desconhecida. Por anos, ele batalhou em várias regiões de Lore, lutando contra um exército e liderando outro. Entretanto, depois de vitória após vitória, Dage buscou o doce abraço do ceifador e prometeu a vida após a morte para os soldados mais fortes de seu exército, uma vez que, assim, os guerreiros poderiam descansar eternamente de sua vida gloriosa.

File:Dagehistory.png

O Rei Dage (o vulto mais escuro) e seu exército


Sabendo que a morte só viria se ele morresse em combate (no caso, ele desejava apenas morrer em combate), Dage começou a enfrentar inimigos mais fortes. Então, o grande guerreiro enfrentou o Lich, um poderoso feiticeiro de poder inimaginável. Sem demora, Dage consegue derrotá-lo com pouca dificuldade, porém o Lich, conhecendo o desejo do seu inimigo, amaldiçoou o guerreiro com a vida eterna para que ele nunca conseguisse alcançar seu objetivo final. Assim, Dage virou também um Lich e, com o feiticeiro destruído, tinha poucas chances de desfazer a maldição.

Dage enfrentando o Lich 


Logo, tendo seu objetivo retirado para sempre, Dage cresceu mais frustado e desolado, o guerreiro morto-vivo se afastou mais e mais da sua própria humanidade. Finalmente, no auge de seu poder mundano, o Arqui-demônio se aproximou dele e fez um contrato com Dage, fazendo o guerreiro tornar-se um dos lacaios da Nação dos Demônios. Por séculos, Dage lutou como um dos mais fortes generais neste exército do mal, ganhando todo o poder prometido pelo serviço ao Arqui-demônio.

Dage, como um Lich, desolado por não poder realizar seu desejo 

barra

Parte 2: O eterno rival do Arqui-demônio

Resultado de imagem para dage aqw

Dage como o Lich supremo, ele fica muito poderoso após tanto tempo de serviço a Nation

Após muitos anos de serventia, Dage (que nessa época, já carregava a alcunha de ”O Mau”, além da Caladbolg, sua famosa espada) reuni vários guerreiros e planeja criar uma organização (um grupo que poderia ser considerado um embrião da Legion) para subjugar a Nation, mas antes ele precisava se libertar do contrato de Nulgath. Sendo assim, o lich supremo realiza uma série de testes, com a ajuda de seu amigo de infância Wilhelm VorKrieg (o qual também tinha feito um contrato com Nulgath e que tinha instruções sobre os tais testes), a fim de que ele pudesse obter a Marca da Maestria, uma marca (avá) concedida aos que conseguem superar todos os desafios e que poderia libertar Dage da Nação (ninguém tinha conseguido isso até então). Logo, Dage realiza os testes um por um e, com os conselhos de Wilhelm, adentra no Forte sombrio, onde Nulgath o esperava.

Dage e Wilhelm no Forte sombrio


Então, quando Dage chega no Forte, Nulgath fica surpreendido que o lich tinha conseguido superar os testes. Entretanto, o arqui-demônio revela que era ele que dava as instruções para Wilhelm e diz que o amigo de Dage tinha uma boa utilidade, o lich supremo fica confuso e irritado com a traição de seu melhor amigo, Wilhelm explica que não iria perdoar Dage por não ter se importado pela perda de uma pessoa amada (não é dito quem, mas ele se refere a uma mulher, provavelmente a esposa de Wilhelm). A frieza do lich acabou por desencadear o sentimento de vingança de seu amigo. Em seguida, Nulgath diz que Dage era ingênuo por achar que ganharia a Marca da Maestria com tanta facilidade, e que o verdadeiro desafio era enfrentar seu próprio amigo, e então uma batalha furiosa acontece, mas Dage sai vitorioso. Antes de ser finalizado, Wilhelm diz estar satisfeito, pois fala que a alma de Dage permaneceria no submundo para sempre (pegou o porrete e meteu na ferida).

Dage enfrenta Wilhelm


O lich finalmente derrota seu melhor amigo


Logo, Nulgath diz que Dage tinha selado seu próprio destino, uma vez que, após matar seu amigo na fortaleza da nação, o lich tinha sido preso ao submundo por meio de um feitiço demoníaco. Ainda assim, Nulgath diz que o teste final ainda estava por vir e que Wilhelm havia entregado a própria vida para amaldiçoar (mais uma vez) o lich. Contudo, Dage diz que era livre para realizar seu último teste e escolher o próprio futuro. Após isso, Nulgath diz que para dominar o próprio poder, é necessário dominar a si mesmo, e então ele invoca um outro Dage e diz que aquele é o teste final do lich supremo. Sem demora, Dage enfrenta a si mesmo e vence (o cara é tão forte que não perde nem pra ele mesmo), Nulgath parabeniza-o e acaba entregando a Marca de Mestria para o lich, mas o contrato permanecia intacto, e com isso o guerreiro-morto vivo ainda não poderia sair do submundo. Após isso, Dage se afasta para convocar seu exército e iniciar uma revolta contra Nulgath.

Nulgath invocando outro Dage


Logo, Dage lidera seu exército e ataca Nulgath, a fim de tomar de vez o comando do submundo. No entanto, a revolta falha miseravelmente e o exército de Dage é dizimado, Nulgath, que já esperava tal ataque, arranca parte da alma de Dage, como prêmio de vitória, e bane o verdadeiro corpo do lich, diminuindo ainda mais o poder do guerreiro.

Nulgath roubando parte da alma de Dage


Resultado de imagem para dage aqw

O verdadeiro corpo de Dage aprisionado em algum lugar do mundo inferior

Ao decorrer de mais alguns séculos, Dage, mesmo com a redução de seu poder, consegue conquistar boa parte do submundo para si. Logo, ele decide criar outro exército poderoso, mas fora do submundo, pois o lich sabia que não poderia mais recrutar guerreiros ali, já que os lacaios de Nulgath eram puxa-sacos não arriscariam novamente, e então ele passa a planejar formas de ir ao mundo superior.

I WANT YOU FOR MY LEGION

barra

Parte 3: A fundação do maior exército de Lore

Resultado de imagem para dage aqw

Dage mais poderoso, portando sua armadura clássica e seu conhecido capacete

Alguns anos depois, séculos talvez, Dage consegue se fortalecer ainda mais e finalmente põe seu plano em prática, o lich supremo obtém meios de ir ao mundo exterior, retirando parte de sua alma (Dark Shard) e guardando-o em um local seguro, com esse ”sacrifício”, o quase-regente do submundo consegue chegar ao mundo superior (é como se ele enganasse o feitiço de Nulgath com a presença de sua alma no submundo). Então, Dage vai para Ravenscar, uma cidade que possuía o Book of Portals um artefato que permite o livre acesso por todo submundo. Por essa razão, a cidade virou palco de batalha para Dage lutar contra Vilkas Blightbringer, um Lich necromântico que também desejava conquistar tal artefato. Sem demora, os dois com um pequeno exército deixam a cidade em chamas, apenas um aventureiro chamado Rand havia sobrevivido, pois ele estava longe dali quando o ataque ocorreu, e assim Dage aproveita o ódio do rapaz e se aproxima dele.

Poxa, foi só o Dage ter discutido com um Lich aleatório que uma cidade inteira sofre...e eu achando que o Sepulchure tinha um péssimo humor.

Dage e Blightbringer


Origem básoca de um herói clichê: a vila é destruida, a família é assassinada....

Dage manipulando Rand para obter seu objetivo aprendeu bem com o Nulgath hein


Logo, Rand pergunta se Dage era o responsável pela destruição da cidade, e então o lich supremo mala como seu mestre diz que não e que Blightbringer era o sujeito que havia destruído tudo. Em seguida, Dage aconselha a Rand que mate todos os lacaios de Blightbringer, obtenha o Book of Portals e consiga a imagem da amada do guerreiro, este último, cego pelo desejo de vingança, obedece as ordens de Dage, que consegue usar a memória da amada de Rand (a qual ele passou a desconhecer pelo feitiço) como combustível para abrir o portal até o covil de Blightbringer. Chegando lá, Rand ainda tem de enfrentar Shadowman, o lacaio mais poderoso do necromântico. Sem demora, o aventureiro derrota o sentinela e abre a última porta para finalmente matar Blightbringer.

Como é que foi tão difícil encontrar um portal gigante no meio da floresta?

Dage abrindo o portal para o covil de Blightbringer


Resultado de imagem para shadowman aqw

O shadowman


Eeeeeee...foi só isso.

Rand apunhala Blightbringer e dá fim na sua (não) vida


Após isso, Dage se diz impressionado com Rand, mas o lich supremo não iria deixar outro concorrente no domínio do submundo. Então, Dage absorve a alma de Rand, acreditando que ela poderia fazê-lo mais poderoso do que nunca. No processo, Rand vira um morto-vivo e pergunta o que aconteceu com ele, a alma do aventureiro agora pertencia a Dage, mas este último diz que Rand ainda tinha uma mente para pensar e isso lhe dava uma vantagem imensa. Em seguida, o aventureiro fica furioso, pois o que mais detestava no mundo eram mortos-vivos, mas Dage diz que ele apenas devia aceitar, uma vez que assim dói menos teve a honra de ser o primeiro soldado da Legião dos Mortos-vivos, ele ainda acrescenta dizendo que há muitas pessoas como Rand que esperam para serem lideradas, e logo elas pertenceriam a poderosa Legião. Sendo assim, com a conquista do domínio de Blightbringer e com o Book of Portals, Dage se torna uma espécie de Hades e soberano quase completo do submundo, sobrando apenas a parte de Nulgath, a qual ele planejava dominar mais tarde em uma guerra de grande escala.

Como é que todo undead já aparece como esqueleto?

Rand se torna o primeiro legionário amargurado 


Dage no trono do submundo

barra

Parte 4: A maior guerra do mal e o êxito do lich supremo

Resultado de imagem para dage vs nulgath aqw

Dage e Nulgath, os dois maiores rivais do Mal

Ao decorrer de séculos, até a época em que se passa o AQW, a Undead Legion já é um poderoso exército consolidado, uma vez que Dage havia recrutado soldados por anos e recolheu muitas almas para ficar mais poderoso. O lich supremo ainda aceita se aliar a Sepulchure, que era mais forte que Nulgath, tornando a Legião uma ”parte” da Shadowscythe. Ademais, após a morte do imperador e com o início da guerra contra o caos, Dage jura fidelidade a Gravelyn. Então, depois de meses e com a derrota de Drakath, o lich supremo aproveita a ocasião pacífica e começa uma guerra contra Nulgath pelo submundo, iniciando a Underworld War, uma das maiores guerras que Lore já viu.

Resultado de imagem para legion vs nation aqw

O exército de Dage inicia a investida contra a Nation partindo pra cima dos ”nacionalistas”


Resultado de imagem para legion vs nation aqw

Os integrantes da Nação lutando por seu líder demoníaco


O lich supremo dizendo para seus lacaios mostrarem que o ”estudante” superou o mestre


Dilligaf e Nulgath, o qual manda seus capangas mostrarem o verdadeiro poder da Nação


Após dias de uma guerra infinita no mundo inferior, Dage consegue subjugar os soldados da nação em um primeiro momento, uma vez que tinha a ajuda de infames soldados, tais como o General Rogath, o samurai Laken (seu ”braço direito”), o apelão Blade Master e o poderoso Undead Legend, além da infantaria morta-viva e os Legion Fenrir que ajudaram a impedir que o exército de Nulgath conseguisse chegar ao Oblivion Gate (portão do esquecimento), o qual seria usado para entrar em uma outra dimensão (Oversoul). Entretanto, para abrir tal portão, Dage precisava mandar alguns lacaios sacrificarem suas energias vitais, e assim ele envia seu exército na dimensão misteriosa, a fim de que pudesse atrair Nulgath e seus capangas. Logo, durante a batalha na outra dimensão, o arqui-demônio consegue vencer boa parte da Legion, pois ele possuía poderosos seres, que, com certeza, não ficavam atrás dos guerreiros rivais, tais soldados eram o General Klunk, a torturadora Dilligas, o anjo negro Revontheus (que todo mundo tem as asas) e o bárbaro Dilligaf (”braço direito” do arqui-demônio), além destes seres, Nulgath possuía vários demônios (Infernalfiends, Bloodfiends e Dreadfiends) e os malditos e irritantes Dark Makais.

Laken orientando os lacaios da Legion para usarem seu poder e abrir o portão


Os soldados da Nation esperando as ordens de Nulgath


Imagem relacionada

Dage fazendo um discurso de sua Legion para Nulgath


Por fim, Dage e a Undead Legion derrotam quase toda a Nação. No entanto, o arqui-demônio ainda tinha uma carta na manga, ele invoca mais demônios do além do inferno (leia-se tercessuinotlim) e destrói boa parte do exército de Dage, criando, assim, uma vantagem imensa para a Nation. Com isso, a Legião dos Mortos-vivos estava prestes a perder a guerra, e Nulgath já se achava vitorioso. Então, o plano de Dage entra em ato final, o lich supremo engana o arqui-demônio, que estava próximo do Oblivion Gate, e conjura uma explosão embaixo de Nulgath, fazendo a criatura de seis olhos cair no portão e ficar presa na dimensão de Oversoul. Sem demora, Dage fecha o portal e bane o arqui-demônio de Lore.

Nulgath invoca vários demônios do inferno


Dage prestes a usar o ataque de Drakath seu poder em Nulgath


Nulgath cai na armadilha e é atingido em cheio no rabo pelo ataque de Dage, sendo banido para Oversoul no processo


É claro, Dage sabia que, mesmo com todo o poder acumulado, ele não poderia derrotar Nulgath ainda e, por isso, usou inteligência e estratégia para derrotá-lo. Após isso, Dage se torna senhor absoluto de todo submundo, a Legião dos Mortos-vivos se torna o maior exército de Lore e os domínios de Nulgath ficam limitados a Tercessuinotlim e as regiões do Void, a Nação enfraquece bastante após essa guerra e os confrontos entre as duas facções do Mal praticamente cessam. Logo, Dage passa a se concentrar em ajudar Gravelyn e a Aliança na guerra contra a Rainha dos Monstros.

BUSTED

barra

Parte 5: O retorno e a vingança da rainha 

Resultado de imagem para Fotia isle aqw

A Ilha de Fotia, uma ilha conturbada que dava acesso ao mundo inferior

No fundo do coração de uma Ilha chamada Fotia, um vulcão estava prestes a explodir e iria destruir a casa das Femme Fatalities, as quais eram mulheres que adoravam um objeto conhecido como Frozen Flame (Chama congelada), tal artefato era uma relíquia guardada por séculos. Esse objeto continha o espírito de uma rainha que pertenceu a um vasto reino e que era esposa de (ninguém menos que) Dage, o qual, na época de rei, só pensava em conquistar mais territórios (antes de querer morrer de tanto fazer isso, é claro), desprezando todos que não possuíam essa mentalidade, inclusive sua esposa. Sendo assim, Dage fez sua mulher viver amargurada, a rainha, por sua vez, se afastou dele e acabou destruindo mente e coração para se transformar em puro ódio, restando apenas o seu espírito, a essência dela se encapsulou em uma concha congelada e cristalina para se proteger da traição e de danos, e assim ficou por milênios, até chegar a Ilha de Fotia.

File:Femme.png

As Femme Fatalities


File:Dagescorn.png

Dage, na época que ainda era vivo, desprezando sua esposa


File:Frozenflame.png

A Frozen Flame na Ilha de Fotia


Logo, o espírito da Frozen Flame ficou descansando e por anos ficou assim, sendo cultuada pelas mulheres que viviam na ilha. Entretanto, o (a) herói (ina) de AQW surge na ilha para investigar o que estava ocorrendo com o vulcão da ilha, o qual estava instável. Logo, o (a) guerreiro (a) acaba hostilizado (a) e tem de enfrentar as mulheres da ilha até chegar no vulcão. Chegando lá, ele (a) encara e derrota Amia, a chefe das cultistas. Entretanto, o (a) herói (ina) comete o erro de jogar a Frozen Flame no vulcão, achando que, assim, poderia dar a estabilidade a ilha. Então, o (a) guerreiro (a) acaba libertando espírito vingativo da esposa de Dage, e assim ela renasce como Scorn (Desprezo), a Rainha da Vingança, no processo, toda ilha de Fotia é congelada.

File:Frozenvolcano.png

O congelamento de Fotia


File:Scornreleased.png

O espírito da rainha, agora conhecido como Scorn, livre


Sem demora, todas as mulheres da ilha são contaminadas pela fúria de Scorn e começam a dizer, sem parar, esta frase: ”Dage hath no fury like the woman Scorn” (algo como: Dage não tem a fúria de uma mulher desprezada). Percebendo o estrago que Scorn fez, o (a) herói (ina) persegue o espírito que já tinha adentrado no submundo, com a ajuda de Aeneas (um nobre guerreiro) e Sibyl (uma profetisa), o (a) guerreiro (a) consegue descer aos profundos caminhos do mundo inferior, enfrentando diversas criaturas, até chegar no Rio Estige, lá ele encontra Caronte, o barqueiro do rio, que aconselha que o (a) herói (ina) não caia do barco, pois poderia ter muitos problemas.

File:Scorndage.png

Scorn chega até Dage e tira sarro com a cara dele diz estar livre


Aeneas e Sibyl, o guerreiro e a profetisa que ajudam o (a) herói (ina) nesta aventura


Resultado de imagem para styx aqw

O Caronte


No entanto, o (a) guerreiro (a) acaba sendo descuidado (a) (que novidade) e termina caindo do barco, para a sua sorte, ele (a) cai em terra, porém várias almas furiosas estavam ali e uma batalha se inicia. Sem demora, o (a) herói (ina) derrota todos as almas e retoma o curso no barco, mas, logo a frente, as Hydras do Rio Estige esperavam ele (a) para acabar com sua jornada. Com certa dificuldade, o (a) herói (ina) mata as Hydras e chega no portão, ele (a) agradece a viagem e o Caronte diz que estará esperando pela retomada definitiva do (a) aventureiro (a), que corre para adentrar no Vale do Julgamento. Contudo, ele (a) ainda tem que derrotar Cerberus, o cão de guarda do inferno, e com uma longa batalha, o (a) herói (ina) vence a besta e continua sua jornada.

Resultado de imagem para aqw styx hydra

Uma das Hydras do Estige


Resultado de imagem para aqw cerberus

O cão infernal Cerberus


Após um tempo, o (a) herói (ina) finalmente chega ao Vale do Julgamento, onde Scorn já havia passado e controlava várias almas femininas. Com a ajuda do fiel Aeneas (que chega logo depois) e da profetisa Sibyl (que posteriormente havia caído no feitiço de Scorn), o (a) aventureiro (a) consegue restaurar a ordem (ou o silêncio) para o Vale. Contudo, para chegar ao Forte Sombrio de Dage, era necessário possuir a aprovação de Minos, Rhadamanthys e Aeacus, os três juízes do inferno. Logo, o (a) herói (ina) enfrenta os três seres malditos e, com dificuldade, consegue vencê-los, e assim ele (a) obtém o Dark Seal (Selo sombrio), o qual era o ”passe de entrada” para o forte de Dage.

File:Scorn2.png

Scorn controlando as mentes das mulheres no Vale do Julgamento


File:Darkseal.png

Os três juízes do inferno (Rhadamanthys, Aeacus e Minos, respectivamente) concedendo ao (à) herói (ina) o poderoso Dark Seal


Em seguida, quando o (a) herói (ina) chega no forte, Scorn havia controlado vários lacaios de Dage, inclusive Grrrberus, o cão de guarda gigante. Então, o (a) aventureiro (a) consegue o auxílio do Assistente de Seneschal (um dos soldados que viu Scorn chegar ali), que o ajuda a fim de que ele (a) parasse a vingança da rainha. Sem demora, o (a) guerreiro (a) obtém o mapa do forte e chega nos aposentos de Grrrberus, o qual estava com Scorn. Assim, uma batalha furiosa acontece, mas o (a) herói (ina) sai vitorioso (a) e consegue expulsar a Rainha da Vingaça do submundo, Dage, que assistia a batalha, pergunta ao (à) guerreiro (a) o que sabe a respeito de Scorn, e então ele (a) responde que conhece apenas o ódio e o controle que ela espalhou no submundo.

Resultado de imagem para dage in dage fortress aqw

Grrrberus e os soldados de Dage


File:Scornspower.png

Grrrberus controlado por Scorn e prestes a ser finalizado


File:Scorngone.png

Scorn sai do submundo e some para longe dali


Por fim, Dage diz que ela nunca havia sido poderosa quando viva, mas, se soubesse que ela tinha tanto potencial, teria recrutado ela novamente e diz também que a respeita por ter adquirido tanto poder e que o desejo de vingança a fortaleceu incrivelmente, Dage continuou dizendo que o que acontecera era irônico, pois a rainha sempre buscou a paz e odiava a violência. Então, o (a) herói (ina) disse que Scorn queria que Dage morresse nas mãos do próprio mascote, mas o lich supremo diz que ela foi, ainda assim, fraca e poderia ter se unido a ele, Dage termina dizendo que é cercado pela traição e poderia nulificar a raiva de sua ex-esposa para dominar seu poder. Sem demora, o (a) herói (ina) volta para sua casa e Dage volta ao seus aposentos, mas, longe dali, Scorn havia chegado a Ada (a ceifadora da Ordem Seráfica) e a propõe uma aliança contra Dage, a Rainha da Vingaça complementa dizendo que conseguiu muitas informações sobre a Legião quando controlava a mente de seus integrantes, e assim a misteriosa Ordem Seráfica aparecia para se tornar uma das maiores rivais da Legião dos mortos-vivos.

File:Scornalliance.png

barra

Parte 6: A organização secreta de Lore e a segunda traição

A misteriosa Ordem Seráfica

Após meses, a Ordem Seráfica se mostra um verdadeiro estorvo para a Legião, percebendo isso, Dage começa a mandar seus soldados se infiltrarem (sendo Envy a principal agente) na organização, para obter informações e corrompê-la aos poucos. Então, Darkon, um comandante dos paladinos seráficos, percebe que algo estava errado e chama o (a) herói (ina) para ajudá-lo. Chegando lá, o (a) guerreiro (a) pergunta o que é a Ordem Seráfica e porque haviam chamado ele (a), e assim Darkon conta que os Paladinos Seráficos são uma antiga ordem que lutava secretamente contra males mais poderosos. Entretanto, ainda de acordo com Darkon, a Ordem não estava conseguindo êxito em suas missões recentes, ele desconfiava que poderia ser obra da Legião dos mortos-vivos. Logo, Darkon havia chamado o (a) aventureiro (a) para reerguer a ordem e dar fim no mal que a contaminava, o comandante da Ordem designa Thomas para guiar o (a) herói (ina) no palácio seráfico.

Thomas que mais parece um soldado genérico e Darkon


 Envy relatando suas informações à Dage


Posteriormente, Darkon e o (a) herói (ina) descobrem que o Grande Mestre Adventus estava por trás da corrupção e do enfraquecimento da Ordem, uma vez que ele tinha compactuado com Dage para benefício próprio. Logo, uma batalha entre os soldados de Adventus (que se transformam em mortos-vivos) e os de Darkon ocorre e Thomas acaba sendo morto na confusão. Por fim, o (a) herói (ina) derrota o grande mestre corrupto, o qual acaba fugindo pela janela do palácio, porém, quando Adventus estava longe dali, Laken acaba encontrando-o e o mata. Em seguida, o samurai da Legião aparece com os trajes de paladino seráfico e é nomeado grande mestre por Darkon, o (a) herói (ina) confuso (a) pergunta o porquê de Laken ter se escondido e ter aparecido de repente. Então, o novo grande mestre diz que estava se escondendo de Dage por tê-lo traído, pois sabia que quem traía o Lich supremo não sobrevivia, ele ainda complementa dizendo que já havia contribuído muito para os paladinos seráficos, explicando, assim, o fato dele ser nomeado como novo líder da organização. Por fim, Laken ainda diz que pretendia acabar com a Legião e que possuía um poderoso guarda-costas, o qual era o caçador de recompensas J6.

Adventus e seus soldados mortos-vivos


Laken encontra Adventus


Laken como Grande Mestre e J6 como seu guarda-costas


Após um tempo, Laken decide capturar o Dark Shard (aquele mesmo que Dage usou para entrar em Lore), uma parte da alma de Dage que permitiria derrotá-lo, ele sabia que o local onde estava este artefato eram as Forgotten Tombs (Tumbas Esquecidas), as quais eram guardadas por Brutus e Vicenzo, dois guardas que Dage encarregou pessoalmente para defender o local. Então, Laken, Darkon e o (a) heroí (ina) se direcionam as tumbas e lutam contra os dois infames inimigos. Com dificuldade, o (a) aventureiro (a) e seu time vencem, porém Envy finalmente aparece, sequestra Darkon e acaba fugindo. Por fim, Laken consegue obter o Dark Shard e depois volta ao palácio, a fim de que pudesse purificar alguns soldados, e então ele fala que as trevas da Legião são uma doença, e como toda doença, há uma cura.

Até tu Brutus e Vicenzo


Envy captura Darkon


Laken usa o Dark Shard para purificar um de seus soldados


Posteriormente, o (a) herói (ina) vai atrás de Darkon e, com a ajuda de Ada, eles descobrem que ele está preso no castelo de Envy. Chegando lá, Rayce, o soulweaver da Legion, prende temporariamente Ada com correntes de espírito e se aproxima dela, pois ele estava encantado com a beldade da ceifadora. Entretanto, Ada não se deixa enganar e desfere um tiro no peito do soulweaver, que não morre com o ataque e promete vingança por tal ousadia, e então ele acaba fugindo amargurado por ser virjão por toda vida e além.

Rayce agarra Ada e acha que está com a bola toda


Ada surpreende Rayce com uma surpresa


Ada deixa um buraco no coração de Rayce (literalmente)


Logo, depois de adentrar no castelo e derrotar alguns soldados, eles encontram Darkon preso e a ”anfitriã” a espera deles, o (a) heroí (ina) enfrenta ela, mas acaba sendo surpreendido (a) e derrotado (a) por Envy, a qual diz que seu (sua) oponente era ingênuo (a) em pensar que poderia derrotá-la em seus domínios, Envy ainda revela que, com o Dark Shard, poderia conquistar toda Legião e subjugar Dage. Contudo, Ada estava escondida e acaba desferindo um ataque por trás que atordoa Envy, a ceifadora seráfica aproveita a ocasião e liberta Darkon e o (a) herói (ina). Então, de repente, Envy volta a si, transformando-se na Rainha da Inveja, após isso, uma batalha furiosa se inicia e, por sorte, o (a) herói (ina) e Ada conseguem derrotar Envy, que não se dá por vencida e desfere um ataque em direção a Ada, porém Darkon se sacrifica e leva o golpe em cheio.

Ada surpreende Envy (a qual estava com o Dark Shard nas mãos)


Envy como Queen of Envy (Rainha da Inveja)


Darkon se sacrifica para proteger Ada (note que a parte inferior do corpo dele está virado ao contrário do que deveria)


Por fim, após Darkon ser ferido, a Rainha da Inveja diz que não poderia ser derrotada, pois era imortal (mais um imortal que vai morrer). No entanto, J6 (que estava escondido) chega inesperadamente e desfere um ataque surpresa (literalmente) que paralisa Envy, Ada aproveita a ocasião para reivindicar o Dark Shard, após isso, J6 diz para todos fugirem e que ele cuidaria do resto. Logo, Darkon (que estava caído no chão) pede a J6 que saia, pois iria iniciar o Protocolo 6, com isso, o peito de Darkon brilha e o local explode, matando o comandante seráfico e Envy no processo. Após isso, Laken e a Ordem Seráfica se escondem nas sombras por um tempo, enquanto planejam o ataque aos domínios de Dage.

J6 ataca a Rainha da Vingança com um presente


Darkon prestes a explodir com o início do protocolo 6


O covil de Envy é totalmente destruído com a explosão

barra

Parte 7: A guerra do futuro e a busca pela alma

Resultado de imagem para aqw future legion

Um futuro distópico

Depois de meses, após a invasão dos infernais em Swordhaven, Dage e o (a) herói (ina) pretendem descobrir para onde os lacaios da Rainha dos Monstros pretendiam ir. No entanto, quando eles estavam planejando seus próximos passos, um viajante do tempo chega e interrompe a conversa, se tratava de Laken de um futuro alternativo, o qual pedia ajuda para salvar Lore da Legião do Futuro. Logo, o lich supremo e o (a) herói (ina) ficam surpresos e confusos, pois o samurai que eles conheciam era um traidor da Legião, porém o Laken do futuro fala que era uma versão paralela e que o Laken que eles conheciam não havia retornado ao seu tempo. Em seguida, Dage e o (a) herói (ina) decidem viajar para o futuro distópico, a fim de ajudar o samurai viajante do tempo.

Laken do futuro pede ajuda de Dage


5DYHPlu.png

O visual do Laken do futuro distópico

Chegando lá, Dage e o (a) aventureiro (a) descobrem que aquele futuro era o que Dage recupera sua alma, derrota Nulgath e domina toda Lore. Entretanto, percebendo que tudo estava devastado, o (a) herói (ina) pergunta porque chamar a ele (a) e a Dage, já que toda Lore havia sucumbido, Laken responde que o lich supremo do futuro possui uma máquina capaz de viajar entre as linhas temporais (Dreadnaught) e que ele pretendia repetir o processo de devastação por todas as Lores paralelas. Então, após derrotar vários soldados da Legião do Futuro, eles conseguem entrar na máquina futurística, porém, chegando lá, encontram o SF3017 Shogun, o ”braço direito” de Dage do Futuro, o qual acusa Laken de traidor que havia fugido para se esconder no passado e trazer uma versão mais fraca de Dage, Laken, por sua vez, diz que o Shogun estava enganado se achava que poderia seguir ele e dominar outras linhas temporais.

Resultado de imagem para dage and laken

Lore devastada, acima o Dreadnaught, a máquina capaz de viajar no tempo


O Shogun chamando Laken de ”vira-casaca”


Então, o Shogun convoca soldados e foge, iniciando uma batalha intensa entre o (a) herói (ina) e Dage contra os lacaios da Legião do Futuro. Após isso, eles enfrentam e derrotam um ciborgue morto-vivo, o qual Dage que adora um espírito aproveita para roubar a alma. Em seguida, Laken e os outros aproveitam a situação para adentrar mais ainda no Dreadnaught, mas quando eles abrem uma porta que dá acesso ao corredor principal, o Shogun e vários soldados aparecem prontos para iniciar uma verdadeira batalha. Por fim, Dage acaba convocando sua Legião, com ajuda do Laken do futuro, e inicia a Future War, que decidiria o destino de Lore e suas várias linhas do tempo.

Laken abre a porta do corredor principal e tem uma surpresa


11

Dage e sua poderosa Legião dos mortos-vivos


12

O Shogun e a imponente Legião do futuro


Logo, depois de uma longa guerra, Dage e a Legião do presente se sobressaem e o (a) herói (ina) derrota o Shogun, o lich supremo do futuro desperta de seu ”casulo” e repreende sua versão passada, uma vez que ele tinha séculos de experiência e força a mais. Por fim, Dage consegue derrotar seu ”eu futuro”, mas antes de finalizar o adversário, Dage diz que sua versão futurística era hipócrita, pois havia se tornado o mesmo que Nulgath. Assim, ele aprisiona a alma do ditador do futuro na sua própria espada futurística, dando-a para Laken e passando o comando daquela Legião ao samurai do futuro. Depois disso, o (a) herói (ina) e Dage voltam para seu tempo, enquanto Dage diz que era necessário um equilíbrio e que Lore deveria permanecer viva, assim, o lich supremo fazia jus ao seu cargo de ”Hades” e entendia mais os seus deveres.

F8KxQjY.png

O Dage do futuro


19

Dage prestes a prender sua versão futura 


24


Após alguns meses, Dage pede a ajuda do (a) herói (ina) para procurar as outra metade de sua alma e quebrar o contrato de Nulgath definitivamente, eles então vão para Dark Path (Caminho Sombrio), onde Dage poderia abrir um portal para o Void, mas, para isso, era necessário a alma dos Void Elementals. Logo, o (a) herói (ina) derrota tais criaturas e Dage consegue criar o portal para o Void Vault (Cofre do Vazio), lá encontram Zep, um residente do vazio que prometia ajudá-los se o alimentassem (Nulgath não fornecia bolsa demônio para seus lacaios). Sem demora, eles adentram no Void e enfrentam várias criaturas, até chegar ao Void Wyrm, um grande monstro do Void, o qual o (a) herói (ina) derrota facilmente. Após isso, eles chegam na Câmara das Almas, onde Dage consegue finalmente reaver sua outra metade.

Um Void Elemental e Zep, o misterioso demônio do Void


A câmara das almas


Dage finalmente recupera sua outra metade


Em seguida, eles seguem para a Biblioteca do Vazio, onde estava localizado o contrato de Dage com Nulgath, mas antes, o (a) herói (ina) e Dage ainda teriam de enfrentar os Void Knights e Void Monks que guardavam o local. Então, depois de derrotar os guardas, Dage finalmente consegue achar o contrato de Nulgath. Entretanto, Zep, que observava os dois, aciona uma armadilha e faz Dage e o (a) herói (ina) caírem, enquanto revela que os dois eram ingênuos por acharem que poderiam entrar no Void e fazer tudo tão facilmente. Após isso, Zep revela sua verdadeira forma e seu real nome, o qual era Zeph’gorog, o guardião do Void na ausência de Nulgath.

Dage encontra o contrato da praça é nossa, que ele tanto almejava de Nulgath


Zeph’gorog repreende Dage e o (a) herói (ina)


NNEM6KS.png

A verdadeira forma de Zep


Logo, Dage, poderoso como nunca após recuperar sua alma, consegue fugir da prisão com o (a) herói (ina), eles então enfrentam mais hordas de Void Knights e Monks até finalmente lutarem contra Zeph’gorog. Após isso, o (a) herói (ina) e Dage derrotam o guardião do Void, o lich supremo  diz que poderia matar Zep facilmente e tomar toda aquela dimensão, mas, sabendo que aquele caminho o levaria ao mesmo do Dage do futuro, ele acaba desistindo e manda Zeph’gorog para outro lugar até Nulgath retornar. Por fim, Dage e o (a) herói (ina) voltam para o submundo, o lich supremo diz para o (a) aventureiro (a) que para se livrar totalmente do contrato de Nulgath era necessário o Dark Shard (o qual estava com Laken), uma vez que era aquele pedaço de alma que estava sobre o feitiço e só com ele o contrato poderia ser desfeito. Após isso, Dage planeja como recuperar aquele artefato precioso, mas mal sabia ele que seria afetado por uma investida inesperada…

barra

Parte Final: A Guerra Seráfica e o fim de uma era

Resultado de imagem para seraphic war aqw

Dage e seu ex-braço-direito em uma guerra sem precedentes

Depois de algumas semanas, Laken prepara seu ataque contra Dage e a Legião, e então o Grande Mestre Seráfico faz preparativos para fazer um portal que levará ele, o (a) herói (ina) e sua Ordem para a World Soul em algum lugar do submundo, isso era necessário para dar energia ao Dark Shard (que estava na espada de Laken) e usá-lo contra Dage. Logo, com a ajuda de um dispositivo que Laken possuía na época da Legião e com alguns items que o (a) herói (ina) consegue, um portal é aberto e eles chegam no submundo, porém sua presença é notada pelos Legion Dreadmarch e os Legion Shadow Priest e assim uma batalha se inicia.

bqmkNnE.png

O Dark Shard na espada de Laken


Resultado de imagem para world soul aqw

A World Soul, a alma do mundo que fortaleceria o Dark Shard


 Os guardas notam a presença dos intrusos


Posteriormente, a Ordem e o (a) herói (ina) derrotam os soldados da Legião e chegam na World Soul, a qual era guardada pelo imponente Core Guardian, Laken e o (a) guerreiro (a) derrotam a criatura gigante e ficam livres para usar a World Soul. Entretanto, após isso, Dage chega com seus soldados, o lich supremo diz que Laken sempre foi um tolo, mas que desempenhou bem o seu papel. Em seguida, o Grande Mestre Seráfico diz que estava fora da Legião há muito tempo, e então Ada e o (a) herói (ina) percebem que Laken estava trabalhando para Dage o tempo todo, o ex-samurai ainda explica que o Dark Shard não era um arma e sim o pedaço da alma de Dage que fora amaldiçoado por Nulgath e, assim, a Legião não poderia quebrar a maldição por conta própria.

JfgsMgx.png

O gigante Core Guardian


Dage e seus lacaios chegam na World Soul


Laken jura fidelidade a Dage


Após isso, Laken ainda complementa dizendo que o dispositivo que ele havia criado era para canalizar a energia do Dark Shard e devolvê-la a Dage, e assim ele poderia absorver a World Soul, derrotar finalmente Nulgath e conquistar todo o planeta. No entanto, o lich supremo revela que seu objetivo não era mais conquistar Lore e que tinha entendido a importância do equilíbrio da vida e morte. Em seguida, Laken fica furioso e começa a energizar todo o corpo, já que ele havia dedicado anos para servir Dage secretamente, mas, no fim, todo o sacrifício foi para nada, o lich supremo fala que o esforço de seu ”braço direito” não foi em vão, pois o contrato de Nulgath havia sido destruído. Contudo, Laken não se contenta com isso e chama Dage de covarde (início da treta) e que só o Grande Mestre da Ordem Seráfica poderia, realmente, dominar Lore, ele ainda diz que iria criar uma nova legião, a Blood Legion (Legião de Sangue). Em seguida, Ada aproveita a distração de Dage e o ataca pelas costas com uma adaga sagrada, ferindo-o no processo, mas o lich supremo arremessa a ceifadora para longe, Ada diz que o objetivo da Ordem Seráfica ainda era derrotar a Undead Legion, ela complementa falando que protegeria Laken de qualquer maneira, independentemente de seu estado mental. Com isso, vários soldados de ambos os lados vão ao combate e, assim, se iniciava a furiosa Guerra Seráfica.

Laken putaço furioso ameaçando Dage


O ataque de Ada contra o lich supremo


Z3nF37R.png

Dage com uma diarreia braba ferido


Depois de dias, a guerra atinge seu auge e a maior parte da Ordem Seráfica ou Blood Legion é derrotada, Rayce pergunta a Dage se ele estava bem, este último responde que iria se curar com a alma dos soldados mortos e pede ao soulweaver e ao (à) herói (ina) que parem Laken, pois independentemente de qualquer divergência, eles sabiam que o Mestre Seráfico precisava ser parado, o lich supremo diz que Laken na verdade era um ser com duas almas e que estava se tornando em algo instável, pois as duas almas estavam em conflito. Após isso, Ada pede ao (à) herói (ina) que não mate Laken, apenas atordoe-o, pois ela sabia que ele precisava ser parado. Logo, a Undead Legion derrota praticamente toda Blood Legion e deixa o campo livre para atacar Laken, Ada tenta impedir os esforços de Dage e do (a) herói (ina), mas é derrotada e então uma batalha furiosa contra um Laken super-energizado se inicia. Sem demora, o Grande Mestre acaba sendo derrotado, Dage repreende Laken por cometer o mesmo erro de Wilhelm e o ataca. Após isso, Ada se aproxima dele, lamentando o triste destino de seu ”pai”, Ada ainda tenta consolá-lo dizendo que iria curá-lo, mas Laken diz que já era tarde demais e ela deveria fazer o que ele havia ensinado, e assim ela executa o Grande Mestre Seráfico com sua foice e liberta as duas almas.

Dage fala da coexistência de duas almas em Laken, enquanto estava nas últimas com sua diarreia suprema


Resultado de imagem para lakenaqw

Laken super-energizado


Dage ataca Laken com um golpe poderoso


Ada põe fim a vida de Laken e libera suas duas almas


Por fim, Dage se livra da diarreia colossal recupera o Dark Shard e fala que finalmente não estava ligado a ninguém, pois sua alma estava completa, ele ainda tenta consolar Ada dizendo que sentia muito. Entretanto, a ceifadora seráfica diz que Dage não sentia nada, pois, se fosse verdade, ele teria feito algo a respeito para evitar a morte de Laken. Logo, o (a) herói (ina) também lamenta a morte do mestre seráfico, porém Ada promete vingança contra Dage e contra ao (à) guerreiro (a) dizendo que ”o inferno não tem a fúria de uma mulher desprezada”. Assim, terminava ali a era da Ordem Seráfica, mas as consequências disso, só poderão ser vistas no futuro…

barra

Então, é isso jovens. Espero, realmente, que tenham gostado, é verdade que demorei bastante, mas foi porque tive muitos imprevistos, por isso, para compensar, acabei estendendo a narrativa para contar a história não só de Dage, mas também da Legião (o que também incluía parte da história de Laken e da Ordem Seráfica), basicamente é tudo sobre o lich supremo. Aliás, não se preocupem, o próximo Cordel de Lore ainda sai esse mês sim ou pelo menos deveria, e talvez ele esteja ligado a alguém que tem relação com o Dage… Mas, e vocês? Gostaram da história do Dage? Ada vai render uma boa vingança ou vai falhar miseravelmente e cair no esquecimento? Quais são os personagens que vocês querem aqui no Cordel?  Comentem aí para nós do blog! Desejo a todos um bom dia! Até logo mais!