[DN]- A Queen of Monsters

Pois é, esse é meu 49° Post. E a última DN do dia, porque amanhã sai algo especial… Clica aí pra ler o resto da DN, meu chapa. 

Levando á Guerra das Sombras

A atualização desta semana é menor, já que a equipe se prepara para o início do Queen’s Finale na próxima semana. Mas ainda há batalhas pela frente, novos equipamentos para agarrar e histórias obscuras para descobrir. Siga para Dreadrock Keep este fim de semana para …

  • “The Story So Far”, uma cutscene revendo a saga da Queen of Monsters
  • Variações de armadura das classes favoritas dos fãs
  • Retorno do set Infernal Dark Lord
  • O set Radioactive Wanderer
  • e nosso release da história: a Infernal Corruption (um conto que acontece quando um bom herói é transformado em mal)

Queen of Monsters… um preparativo para o final

Há muitos benefícios em atualizar nossas histórias de jogos semanalmente: podemos ajustar e redirecionar nossas histórias conforme você reage e responde a elas, aumentando ou diminuindo a importância dos personagens, tecendo ideias e contando as histórias que você quero jogar. Mantivemos esse cronograma nos últimos dez anos e isso faz parte do que torna os jogos da Artix Entertainment especiais.

Como em qualquer projeto, há desafios do mundo real que precisam ser superados. Aquele mundo real, o caos dos bastidores também tem um impacto sobre onde a história vai. Especialmente aquele que atualiza o tipo de cronograma que fazemos.

Mudanças na equipe, limitações do servidor, falhas no programa, doenças … tudo isso faz parte do ciclo da vida ao fazer um video game. A grande diferença é que atualizamos nossos projetos toda semana e temos cerca de uma semana ou duas para trabalhar em cada atualização. Isso significa algumas coisas:

1) Temos pouco espaço para reagir – seja para ausências inesperadas de funcionários ou uma inundação de feedback.

2) Temos que acertar da primeira vez, o mais próximo possível. (Então, quando temos que  levar a história a uma nova direção, uma para a qual não temos um plano de longo prazo, isso acrescenta ainda mais desafios para nossa escritora e sua Lore-Crew).

Para ser claro – não estamos culpando ninguém. Memet (nossa principal escritora), a equipe, e eu posso dizer o quanto você se importa, e nós AMAMOS que você invista em todos os nossos personagens. Nós nos preocupamos com o que você quer e com o seu feedback. Nós sempre queremos levar isso em consideração, porque estamos fazendo AQWorlds para e com você. Se vemos que estamos fazendo algo que vocês não gostam, podemos (e mudamos) mudar de direção. Isso pode – e tem – ter o efeito colateral de fazer a história que planejamos contar parecer menos coesa.

Nós nunca nos fugimos de abordar grandes projetos, mas, em retrospectiva, há muita coisa que teríamos feito de diferente com a saga da Queen of Monsters.

Parte do objetivo da final da Queen of Monsters é corrigir isso, colocando para descansar os fragmentos da história que começamos e introduzindo uma nova história principal com mais espaço para mudar de curso (seja uma ligeira virada para Swordhaven ou uma volta de 90 graus em direção aos Planos Elementais que nós nunca entramos).

E para esse fim, como equipe, fizemos muitas análises sobre o que podemos fazer para evitar algumas das armadilhas e recessões da saga da Queen of Monsters que não foram tão bem recebidas.

A Guerra das Sombras é o começo do final da Queen of Monsters, no qual descobriremos:

  • o destino da Queen of Monsters
  • novos personagens
  • explore novos mundos, reinos e planos

  • conhecer um novo adversário que pode muito bem ser o rival mais mortal da Rainha dos Monstros

Estamos comprometidos em avançar com nossas atualizações semanais na web (desde que possível) e em evoluir nosso mundo e sua história, porque é isso que você quer e o que queremos dar a você.

Sem despedidas, tchau.